Day

Janeiro 3, 2020
Já no Congo, província de Norte Kivu, Masisi. Algures ainda muito fresquinho, no início da minha temporada no Congo. Nesta altura era tão difícil lidar com as emoções que tentava não o fazer. Escrever, era sinónimo de lágrimas, e esta foi das poucas vezes que o fiz, e apesar de quase não dizer NADA, custou-me...
Read More
Bruxelas — 2009 Lembro-me como se fosse hoje, foi muito forte, muito intenso. Apanhei o táxi mais cedo para o aeroporto, para poupar dinheiro e aproveitar o voucher de um rapaz que estava comigo na “pensão super rasca” e, quando finalmente tive uns momentos para pensar, sentei-me em frente a um computador no aeroporto de...
Read More
Já foi há mais de um ano, mas ainda estou feliz por escrever sobre aquilo que vi, que vivi e que senti… Porque é que escrevo? Penso que a maior razão é ajudar quem precisa… Também é verdade que escrevo porque me faz sentir bem, e me ajuda a aliviar alguma da pressão que, por...
Read More
(continuando) … Para acabar esta história, vou falar-vos sobre aquele que realmente roubou o meu coração, que me fez sorrir mais vezes e que, sem dúvida, é de quem tenho mais saudades, mais de um ano depois de ter saído do Congo. Dorika, meu querido Dorika. Eu acho que ele tinha 5 anos e fazia...
Read More
Quando eu era pequenino e a minha mãe me via a brincar com um grupo (três seria suficiente)… ela costumava dizer algo do género: “que clube tão fantástico!” … e era exactamente isso que eu tinha no hospital de Masisi, um clube fantástico… Nem sempre era o mesmo, alguns entravam, outros saíam, ao sabor das...
Read More
Muitas vezes, seria para mim muito mais fácil expressar-me em português, e no que diz respeito a esta história, à forma como a vivi e aos sentimentos envolvidos, a minha língua materna tornaria de certeza a história mais interessante… Mas eu sou ambicioso no que toca a espalhar estas mensagens sobre África… e também porque...
Read More